O Natal está aí! Aquela noite mágica em que encontramos os familiares para uma grande ceia, deixamos as prendas de natal ao pé da árvore e celebramos mais um ano que está a terminar.

A origem de dar prendas de Natal, no povo cristão, está ligada à memória das ofertas que os três Reis Magos levaram ao Menino Jesus (ouro, incenso e mirra). Mas a entrega de presentes na época natalícia data a uma tradição ainda mais antiga.

Antes de Cristo, o povo pagão da Europa e do Médio Oriente oferecia presentes em vários festivais de Inverno, incluindo no Saturnália, um barulhento festival romano em honra de Saturno, deus da agricultura, que tinha início a 17 de Dezembro.

Durante este festival de uma semana, no frio e escuro do Inverno, a população animava o seu espírito bebendo em excesso e dando presentes uns aos outros, tais como estatuetas de cerâmica, alguns comestíveis como fruta, nozes, também amuletos e velas festivas.

Os foliões saudavam-se entre si com um alegre “Io Saturnalia”! – o equivalente romano de “Feliz Natal!”

Prendas de Natal junto a árvore
Conteúdos mostrar

A história das prendas de Natal

Na época medieval

Os monarcas ingleses, começando por o reinado de Henrique III no século XIII, até meados do século XVII, utilizaram a tradição de dar presentes no Ano Novo para forçar os seus súbditos a dar um tributo em forma de oferta.

O Povo também trocava presentes no Ano Novo, sendo as luvas, laranjas e cravos algumas das prendas mais comuns, os dois últimos talvez representando o ouro e as ricas especiarias dadas a Jesus pelos reis magos.

No norte e leste da Europa os presentes eram normalmente dados no início do advento, no dia de São Nicolau, 6 de Dezembro.

São Nicolau

Enquanto que o presente de Ano Novo era principalmente uma atividade para adultos, o dia de São Nicolau era uma época para dar presentes às crianças, uma vez que Nicolau era o santo protetor das crianças.

Nascido em Myra (atual Turquia), era um bispo abastado que usava o seu dinheiro para ajudar os pobres, dando muitas vezes presentes secretos a pessoas necessitadas.

Diz a lenda que São Nicolau ajudou secretamente um homem pobre que não tinha dinheiro suficiente para fornecer dotes às suas três filhas, deixando cair sacos de ouro pela chaminé dentro das suas meias que estavam penduradas junto à lareira a secar.

Isto explica porque é que as pessoas hoje em dia penduram as suas meias na lareira.

Uma tradição de Natal moderna associada a São Nicolau é o Pai Natal.

Prendas de Natal em dias diferentes

O dia de Natal era tradicionalmente marcado por banquetes, velas e, de um modo geral, por um comportamento desordeiro. Era uma época para adultos e não para crianças.

Tudo isto mudou com a época vitoriana que pretendia encontrar novas formas de honrar o Natal como uma época para as celebrações familiares em vez de festas frenéticas. A entrega de prendas de Natal fazia parte deste novo período, centrado nas crianças e na família.

A mudança da entrega das prendas de Natal para a quadra natalícia pode ser ligada tanto à Reforma Protestante no norte da Europa e consequente mudança dos dias de festa como às raízes do Pai Natal na América do norte.

Os colonos holandeses quando chegaram à América levaram consigo histórias de São Nicolau. Com o tempo, ele tornou-se o Pai Natal e a entrega de presentes passou do dia de São Nicolau (6 Dezembro) para a véspera de Natal.

Hoje em dia as crianças abrem as prendas de Natal em dias diferentes, consoante de que parte do globo residem. Na Bélgica, por exemplo, abrem os presentes no dia 6 de Dezembro, enquanto em Espanha abrem no dia de Reis, 6 de Janeiro.

Escolher Prendas de Natal

Não se esqueça, os presentes são para a pessoa que os vai receber. Pense no que a outra pessoa gosta, ou algo de que precise. Muitas vezes pensamos nos nossos gostos, no que queremos e no que achamos divertido, o mais importante é o que a pessoa que vai receber gosta.

Parte do segredo para dar uma boa prenda de Natal é a capacidade de nos colocarmos na posição de quem a vai receber.

Mesmo que o presente não seja para si, se conseguir combinar os seus gostos com o da pessoa a quem vai oferecer, melhor. Procure um presente que diga algo aos dois e que seja um bom lembrete da sua amizade ou relação.

As Prendas de Natal e a sua origem

Embora as razões para oferecer prendas de Natal variem, este costume tem tornado a época natalícia cheia de surpresas e alegria.

Mas o Natal não significa só presentes, também representa magia e encanto junto daqueles que mais amamos. Aproveite a quadra natalícia para passar tempo de qualidade com os que mais ama, seja a ver um excelente filme ou apenas a colocar a conversa em dia.

O Meu Jardim deseja-lhe umas Boas Festas e um maravilhoso 2023!

Voltar à lista

Artigos relacionados