A jardinagem tem benefícios físicos e mentais incontornáveis. Permite, entre outras coisas, relaxar enquanto aprecia a beleza da natureza, apreciar o ar puro, e é também uma forma de exercício físico.

É, portanto, um bom programa de sábado à tarde para quem gosta de se manter ocupado, mas com a cabeça limpa de preocupações.

Começar a fazer jardinagem é como começar outra aprendizagem qualquer.

Todos tivemos de aprender a caminhar, a andar de bicicleta e a conduzir. Em conclusão, já todos fomos iniciantes em alguma coisa.

E todos erramos a tentar.

Se está a ler este artigo, muito provavelmente é um iniciante da jardinagem e procura algumas dicas para começar, tentando evitar alguns erros.

Se sim, está no sítio certo! Pois vamos partilhar 10 dicas para pessoas como você.

 

As nossas 10 dicas para iniciantes da jardinagem

  1. Conheça o espaço

Tem de começar pelo básico.

Conhecer o espaço pode parecer algo que já fez, porque já olhou para o jardim muitas vezes e já sabe que tem uma forma quadrada e 10m2.

Mas o seu objectivo é jardinagem, há mais para conhecer no seu jardim que aquilo que inicialmente parece.

É importante saber qual o espaço disponível, sem dúvida. Mas há outras coisas igualmente importantes que faz sentido conhecer.

Se, por exemplo, planeia aproveitar parte do jardim para se dedicar ao cultivo de morangos, tem primeiro de fazer alguns testes ao solo. Caso contrário, pode estar a investir tempo e dinheiro em algo que pode não resultar.

Tente estudar o tipo de solo que tem, assim como as plantas ou ervas que neste momento crescem naturalmente no espaço. Veja em que zonas há mais e menos exposição solar.

Esta última, em particular, será essencial quando pensar no tipo de plantas, frutas ou legumes a plantar, ou no tipo de decoração e uso que quer fazer do jardim.

  1. Defina objetivos

Definir objectivos é o próximo passo a tomar.

Pode querer usar o seu jardim para cultivo e, nesse caso, terá de fazer alguma pesquisa sobre quais os vegetais e/ou frutos que são adequados ao seu tipo de solo, meteorologia, etc.

Pode optar por tornar o jardim um local mais zen e similar a jardins botânicos. Neste caso, a sua pesquisa passará maioritariamente por escolher tipos de plantas e decoração de jardim, assim como perceber que construções quer ou precisa de fazer.

Pense bem sobre a utilização que dará ao jardim e qual o objectivo do mesmo. A partir daí, terá uma ideia mais clara sobre os próximos passos a seguir.

  1. Faça um plano (e cumpra-o)

A parte aborrecida, como fazer um plano de jardim, é mais importante que aquilo que pensa.

Ao fazer um plano em que define qual o tipo de espaço, o objectivo, e qual o resultado esperado estará, na verdade, a comprometer-se com o seu jardim.

Ao comprometer-se com o jardim estará, quase sem querer, a pensar em tudo o que quer fazer de uma forma mais analítica.

Sonhar, ou só ter a visão na nossa mente, pode muitas vezes enganar.

Com um plano isto não acontece e terá, assim, uma visão mais realista de como o jardim irá ficar.

  1. Escolha as ferramentas certas

Esta dica é muitas vezes desvalorizada quando, na verdade, é responsável por grande parte da criação do seu jardim.

Escolher as ferramentas certas vai permitir-lhe trabalhar melhor, de forma mais consistente, e ainda poupar dinheiro.

Pode parecer tentador comprar poucas coisas ou, pelo contrário, comprar demasiadas. Mas estará somente a gastar tempo ou dinheiro.

Há alguns materiais básicos que são essenciais:

Qualquer jardim precisará de pelo menos estes.

Mas as ferramentas ideais poderão variar conforme o objectivo que definiu para o jardim.

Se tiver oportunidade, procure a ajuda de profissionais que o possam ajudar a encontrar as melhores ferramentas. A equipa d’O Meu Jardim terá todo o gosto em ajudá-lo nesta parte.

  1. Devagar se vai longe

Começar logo em grande pode parecer o passo certo a dar, mas são mais as vezes em que perde tempo e dinheiro por tentar fazer as coisas depressa demais.

Comece devagar, pouco a pouco, e a construir o seu jardim de sonho.

Se o seu objectivo é ter um espaço de cultivo e pensou em plantar 3 frutas e 3 vegetais, comece com 1 fruta e 1 vegetal. Veja se consegue gerir bem este trabalho e só depois comece a aumentar o número de legumes e frutas cultivados.

Se acabasse por usar o jardim para convívios de família, certamente compraria primeiro a churrasqueira, depois as mesas e cadeiras, depois um toldo, etc.

Percebe a ideia 😊

  1. Falta de variedade

É tentador optar por plantas ou cultivo que floresçam sempre na mesma altura. À partida, dará menos trabalho.

Mas não se esqueça que, se todas as suas flores florescerem e morrerem na mesma altura, o seu jardim terá sempre uma altura em que ficará mais murcho também.

É aconselhável que exista variedade. Variedade de flores, plantas, frutos, vegetais, tudo o que quiser para o seu jardim.

Pois, desta forma, caso uma parte do seu jardim esteja fora de época, a outra parte continua viva e o seu jardim também.

  1. Não esteja sempre a mudar

Conseguiu plantar umas flores lindíssimas que, entretanto, já murcharam. Agora quer passar a outro tipo de flor ou mudar completamente a disposição do jardim.

Evite fazê-lo, pois vai apenas fazer com que se torne cada vez mais difícil plantar seja o que for.

Da mesma forma, não coloque no mesmo canteiro 10 tipos diferentes de plantas e flores. Para além de não ficar nada agradável, o que plantou pode nem querer florescer.

O seu jardim, e os elementos que dele fazem parte, são como nós, humanos. Gostam de consistência.

Já dizia o ditado: “mais vale poucos, e bons, que muitos, mas fracos.

  1. Misture sementes com raízes

10 dicas para iniciantes da jardinagem

Plantar sementes é uma forma muito económica de começar a sua jornada na jardinagem.

Mas, infelizmente, pode tornar-se muito frustrante.

A nossa oitava dica para iniciantes da jardinagem é que experimente misturar sementes ou pequenas plantas em crescimento já com algumas raízes.

Desta forma consegue equilibrar o alto custo de comprar plantas bebés com o baixo custo das sementes.

É um primeiro investimento, mas, se correr tudo bem, não voltará a ter que o fazer até que queira plantar algo novo.

  1. Plante algo de que gosta

Quando vai às compras porque precisa de uma camisola, vai escolher entre modelos e cores que gosta, certo? Não será tão agradável vestir algo de que não gosta.

O que escolhe para fazer parte do seu jardim deve seguir o mesmo raciocínio.

Terá muito mais gosto em cuidar de algo de que se sinta orgulhoso e para o qual vai gostar de olhar. Por isso escolha plantar algo de que goste.

10 dicas para iniciantes da jardinagem Loja O Meu Jardim

  1. Continue a aprender

A jardinagem é um conhecimento, precisa de continuar a ser nutrido e evoluído.

Siga alguns websites e blogs relevantes, que abordem a jardinagem que você tem em mente.

Se o objectivo é plantar determinados frutos, procure websites, blogs e canais de YouTube para aprender mais sobre o tipo de frutos que quer plantar.

O mesmo acontece para qualquer outro tipo de coisa que queira plantar.

Há pessoas entendidas que se especializam em alguns tipos de jardinagem e são essas que tem de seguir.

Artigos relacionados